Buscar o melhor naqueles que não tenho afinidade

Ufa… estou aqui correndo, arrumando as malas para daqui a pouco fazer uma viagem. Mas, claro, fiz questão de parar uns minutinhos para vir até aqui e gravar a minha mensagem de hoje.
Ontem o mundo teve uma grande perda: a passagem de Steve Jobs, que estava lutando contra um câncer de pâncreas. Jobs foi um personagem que sempre admirei muito. E lendo várias de suas biografias descobri que era alguém muito exigente consigo mesmo, buscando a todo custo obter aprovação do seu público. Quais os motivos internos que podem ter causado este mal? É o que explico no áudio de hoje.
Além disso, estamos nesta semana focados no tema Buscar o Melhor. Eu vou te contar uma experiência de minha vida onde aprendia a extrair o melhor mesmo das pessoas de difícil convivência. Isto foi muito valioso para a minha formação pois aprendi a absorver o melhor que cada um tinha e simplesmente ignorava aquilo que não me interessava. Com isto, estava sempre “no lucro” pois aprendi a ser capaz de estrair diamantes das minas escura de carvão das pessoas chatas ou mal humoradas.
Basta clicar no player abaixo e ouvir:

Áudio em MP3 | Fazer o download
Em tempo:
Hoje,  06/10 às 19h30 no Núcleo de Vivências da Unidarma – Unidade Barão Geraldo (Campinas/SP), teremos uma meditação “Abrindo os olhos do mundo interior”.
Você é nosso convidado, confirme sua presença:
Email: mari.equilibriointerior@gmail.com
ou fone (19) 3324-6904

Sucesso e Felicidade Para Você!

7 comentários

  1. Oi, Chris
    Acabei de ouvir o seu podcast de hoje, aliás, fazer isso se tornou um hábito para mim, Como eu tinha pedido uma ajuda a respeito de uma colega, gostaria de relatar como tenho me comportado em relação a ela e a sua mensagem de hoje caiu como uma luva. No mesmo dia em que li a sua resposta fui trabalhar como sempre e constatei que consegui conversar com a citada colega sem maiores problemas. Pude notar que ela sentiu a minha vibração que a avisou que eu não estava interessada em saber das "novidades" e foi muito tranquilo. Até a ajudei com a redação de um texto e depois fui jantar com ela e outra colega. A melhor coisa que fiz foi ficar no meu bem, no meu melhor e como você disse hoje, podemos aprender com todos, mesmo com as pessoas com as quais não temos afinidade. Como disse outro dia, com o evoluir de todo esse processo passei a reclamar muito menos, por ter assumido a responsabilidade por tudo que me acontece. Agradeço sempre a tudo que me está acontecendo e isso inclui você, a Pâmi e ao vasto material que encontro todo dia aqui e na Unidarma. Boa viagem e até amanhã.
    Abraços

  2. Oi, Chris
    Estou postando outra vez para não misturar as estações. Eu também lamentei a morte de Steve Jobs, tenho o livro dele e foi interessante a sua explicação a respeito da somatização dele justamente no pâncreas que é o órgão que regula o açúcar em nosso organismo. Eu sempre me interessei pelo aspecto da saúde tanto é que vi todo o seu material em "respostas metafísicas" e até disse a você que lamentava o fato de nem todos os áudios estarem disponíveis. Um dos meus focos desde que comecei o processo de autoconhecimento está em "dessomatizar", porque estou com alguns distúrbios bem incômodos, mas percebi que a partir do momento que descobrimos o que os causa conseguimos revertir o processo (sem desmerecer os médicos que fique bem claro!!!). Eu tenho um distúrbio no cérebro que se chama gliose. Não tomo remédios (deveria tomar cortisona, mas nem pensar!!!) e percebi que isso aconteceu pelo fato de não aceitar o novo, o desconhecido, ser perfeccionista, enfim, não ser flexível. A partir do momento em que comecei a mudar estou percebendo melhoras. A dor no joelho começou depois que a coordenadora foi mandada embora, então inconscientemente senti que não "conseguiria andar com as minhas próprias pernas". Quando identifquei a causa a dor sumiu quase que completamente. Partindo do princípio que sou responsável por tudo que me acontece, se eu atrai o distúrbio, tenho que achar um jeito de afastá-lo, não ?
    Um abraço

  3. Chris Allmeida,
    Desabafo: Que DESAFIO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    TIRAR O MELHOR DAQUELE QUE NÃO TENHO AFINIDADE? NOSSA QUE DESAFIO.
    Inicialmente que riqueza o tema escolhido para o dia de hoje e mais seus comentários foram certeiros.
    O que mais me impressionou é que antes de ouvi-lo fiz minha meditação bíblica, e a Palavra tem tudo haver com o contexto analisado. Vou fazer um breve comentário desse estudo bíblico, pois desejo partilhar com vocês como é importantes estarmos ligados a DEUS, a energias positivas, a pessoas otimistas; e aprendi hoje com você Chris Allmeida, a estar ligada em tirar o melhor das pessoas em nossa volta.
    O Evangelho estudado foi Mateus 5, 23-24 da análise observei o quanto é importante perdoar aquele que nos magoou, fazer com que a raiva e o rancor sejam anulados do nosso eu, o quanto é enriquecedor limpar nossa alma focando nossa energia no perdão. A humanidade perdeu um excelente criador, Steve Jobs, imaginem os voos que esse homem ainda daria se tivesse percebido que a cura do seu câncer seria perdoar a rejeição ou melhor às pessoas que o rejeitaram, ou até mesmo entendido o contexto vivido na época. O que importa para o contexto de hoje é que esse homem é um grande exemplo do quanto é magnífico BUSCAR O MELHOR, de si, dos outros e da vida, mas sem esquecer de PERDOAR.
    Vejo que buscar o melhor de si é difícil, mas possível; só que, buscar o melhor do outro e ainda daquele que você precisa perdoar, que você não tem afinidade é um grande DESAFIO, uma magnífica CONQUISTA.
    Particularmente, procuro rezar por aqueles que não tenho afinidade, que me magoaram, que de alguma forma influenciam ou influenciaram negativamente em minha vida, para mim dá muito certo. Bom, fica a dica.
    Procurar tirar o melhor das pessoas é uma arte.
    Muito obrigada por mais essa oportunidade de aprender a viver melhor, a SORRIR PARA VIDA.
    PAZ e SUCESSO. Alexandra Salvelina. Maceió/AL

  4. Oi Chris, adorei o que vc falou sobre buscar o melhor nas pessoas que temos dificuldade, vc nem imagina como isso me ajudou, me mostrou uma outra visão dessas pessoas e de mim mesma, Obrigada!
    Adorei a música que vc colocou no final vc poderia me dar o nome da música e de quem é?Agradeço muito

  5. Olá Cirlene, que bom que está fazendo uso dos ensinamentos aqui apresentados.
    Olha só, esta música é do CD Sacred Spirit Vol 2.
    Grande Abraço!

  6. Eu Com esse tipo de pessoas nao aprendo nada, eu prefiro evitar, Com essas Pessoas eu Aprendo a ter medo delas, o seu metre padre era um recalcado

  7. Olá Bianca, obrigado por participar. Creio que não entendeu o propósito da mensagem. Para mim, não interessa em nada se o padre era ou não recalcado. Isso é um problema dele, não meu. O que quis transmitir é que temos sempre algo a aprender com qualquer pessoa, ainda que elas revelem um temperamento difícil. Grande abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *