Como definir Metas

No artigo de ontem eu falava sobre a necessidade de traçarmos metas e objetivos para a vida. Algumas pessoas me escreveram, pedindo dicas sobre como escrever tais metas.

O primeiro passo é, obviamente, “decidir aquilo que você quer”.
Parece óbvio? Nem tanto.
Muitas pessoas desejam muitas coisas incertas e todas elas ao mesmo tempo.
Outros pensam em metas na medida em que as coisas vão acontecendo (o famoso “deixa a vida me levar”). Ora, o estabelecimento de metas é o oposto de flutuar pela vida deixando que as coisas simplesmente aconteçam. Se você não sabe o que você quer alcançar ou não sabe no que é que deseja ter sucesso na na vida, corre seriamente o risco de ser aberto a fazer aquilo que outros ao seu redor sugerem (inclusive TV, redes sociais, família, etc.).

Definir metas requer que você faça uma decisão consciente sobre o que você realmente deseja. Além disso, o estabelecimento de metas requer igualmente o estabelecimento de um prazo, para que você não perca seu tempo com atitudes infrutíferas.

Aqui vão algumas perguntas que podem ajudar você a traçar suas metas:

1) O que eu sei sobre essa coisa que desejo? (Exemplos: “O que sei sobre este curso de medicina?”; “O que sei sobre este carro?”; “O que sei sobre a personalidade desta pessoa com quem quero me casar?”; etc.)

2) Quais são as informações que eu tenho? (Exemplo: “Já estudei o suficiente?”; “Conheço todas as formas de financiamento possíveis?”; “Tenho contato com os parentes e amigos desta pessoa?”;etc.)

3) Quais são as informações que eu preciso? Onde eu posso conseguir isso? (Ou seja, na conquista deste objetivo, o que realmente preciso saber a respeito disso para não cometer erros ou não me decepcionar no futuro?)

4) Quais as habilidades que eu preciso dominar para conquisar isto?

5) Que outros recursos que devo usar para alcançar esta meta?

6) A minha estratégia é, de fato, a melhor maneira de alcançar o que quero, ou há alguma outra forma?

E lembre-se também de duas regras importantes:

Primeiro: Comece pequeno, mas continue caminhando. Mesmo porque, suas metas e objetivos não precisam, necessariamente, serem grandes. Na verdade, quando você define um objetivo muito alto, pode achar que é enorme e muito demorado e, então, corre o risco de simplesmente desistir ou continuar mudando seus objetivos de tempos em tempos.

Segundo: Além disso, tenha também em mente que a fixação de metas não é uma garantia do sucesso e sim o primeiro passo para o sucesso. Na conquista de seus sonhos, certamente você encontrará contratempos. É por isso que, em alguns casos, as pequenas metas são preferíveis porque você pode medir seus avanços e vencer os contratempos, ganhando com isto mais autoconfiança para superar os desafios maiores do futuro.

Quer dizer que não devo pensar grande?

Pelo contrário. Pense grande, mas crie metas alcançáveis. Defina metas que podem ser realizadas em pequenos passos, que podem ser completadas em pouco tempo. Especifique as datas, a quantidade e também  visualize alguns detalhes de sua meta.
Se você diz a si mesmo: “Eu vou ser um cantor de ópera” e então senta e espera que este fenômeno aconteça de repente, corre o risco de ficar esperando a vida toda. Comece com aulas de canto semanais, vá aprimorando sua técnica. Depois de um ano, comece a especializar-se em ópera. Vá avançando, ano após ano nas aulas de canto. Ao quebrar seus objetivos em unidades menores e viáveis, verá que está facilitando o seu caminho e tornando possível aquilo que parecia impossível.

Quando entrei na academia de Kung Fu, meu objetivo maior era conquistar a faixa preta. Mas, nos primeiros dias de aula como faixa branca, todo o meu foco era obter a habilidade técnica suficiente para poder vestir a faixa amarela. Então, quando obtive a faixa amarela, minha próxima meta era conquistar a faixa laranja, e assim por diante. Hoje tenho a minha faixa preta, mas para chegar a ela, 10 estágios anteriores tiveram que ser vencidos. Lembre-se de que a mais longa jornada começa pelo primeiro passo

Sucesso e Felicidade Para Você!

Assinatura Chris Allmeida Poder Pessoal e Autoconhecimento