Carta para um suicida

Internauta escreve:
“Estou desempregado, perdi meu casamento e já não vejo mais futuro para mim. Pelo fato de ter fracassado tanto em minha vida já tentei o suicídio três vezes. Estou sem rumo e não sei o que fazer de minha vida. O que você pode dizer para alguém neste estado?”
Querido X,
não bastasse todos os fracassos que teve ao longo de sua história, você ainda tenta o suicídio. Este é o fracasso dos fracassos, é o fim da linha. Não existe fracasso maior do que a tentativa de suicídio, principalmente quando esta tentativa é fracassada (caso contrário, não estaria me escrevendo).
Mas, quer saber, eu compreendo o que pode ter acontecido. Levamos nossa vida muito a sério. Sabemos de jovens estudantes japoneses que tomam veneno por não terem conseguido uma vaga no vestibular. Sabemos de executivos americanos que pulam de um prédio por perder o emprego. Sabemos de radicais religiosos que explodem o próprio corpo em nome de uma guerra “santa” para acabar com a vida de infiéis. Tudo isto faz parte do condicionamento global em que todos nós estamos inseridos. A idéia de que você tem que acertar sempre e de que tem que saber todas as respostas e de que nunca pode errar. Isto é pura estupidez.
Veja só: a vida é um vasto campo de infinitas possibilidades… mas alguma coisa aconteceu em sua história e fez com que você não enxergasse uma outra alternativa. As opções existem. Sempre existem. Suicídio não precisa ser a última opção. Quando tudo der errado em sua vida, você pode rasgar seus documentos e se mudar para uma tribo indígena de alguma floresta perdida. Pode adotar um novo nome e começar uma nova fase do zero. Ou pode se inscrever como voluntário para trabalhar em alguma missão humanitária na Somália. Eles precisam de muita gente por lá, sabe, e um voluntário a mais seria de grande valia. Ou, então, pode ficar exatamente onde está e decidir que vai recomeçar. Pode chamar as pessoas mais próximas, pedir perdão pelos erros e fracassos que cometeu ao longo dos últimos anos e abrir o jogo, dizendo que está totalmente perdido e que precisa de ajuda para recomeçar. Está vendo? Opções existem, sempre existem. Você nunca deve se esquecer disso.
A vida é como uma ponte, é só um lugar para se passar. Enquanto está atravessando a ponte, aproveite. Somos todos turistas neste pequeno mundo e tudo o que nos cerca é transitório e passageiro. Então, por que se preocupar tanto assim?
Olho para minha própria vida e constato que a minha história pessoal é a somatória de fracassos sobre fracassos, com alguns acertos ao longo de meu caminho. Claro que, os poucos acertos que tive compensaram os inúmeros erros. Mesmo porque, com todos estes erros, adquiri mais experiência e maturidade para acertar na tentativa seguinte. Porém, se tivesse que acabar com minha própria vida a cada dúzia de fracassos que acumulava, já não estaria aqui neste mundo a muito tempo. Então, pare de valorizar demais os seus fracassos e deixe esta bobagem de suicídio de lado. Por causa de decisões erradas ou de juízos equivocados, você cometeu erros em sua história pessoal mas, quer saber, todos nós já cometemos erros e isto não é motivo para desistir.
Proponho que coloque objetivos mais elevados em sua vida. Por exemplo, decida, a partir de agora, que está neste mundo para colher novos aprendizados. Decida que não vai desistir desta experiência enquanto está aqui e que vai tirar o melhor proveito possível de cada nova história que vivenciar, de cada novo dia que tiver. Sucesso ou fracasso, isto não importa. O que importa é o aprendizado que vai colhendo ao longo dos dias. Coloque também como objetivo o propósito de se tornar uma pessoa melhor, mais humana, mais amorosa, mais desapegada. Decida que irá dedicar parte de seu tempo para ajudar outras pessoas a também viverem melhor. Seja voluntário em alguma causa social. Isto tudo vai te fazer bem. Você não é tão pobre assim que nada tenha para oferecer para outras pessoas.
Declare para você mesmo que este é um novo momento. Pare de ser o coitadinho e de ver a vida apenas em preto-e-branco. Considere que existe um plano cósmico para ti. Você apenas não descobriu ainda qual ele é. Com o tempo, irá descobrir.
Tem uma frase que eu repito sempre para mim mesmo todos os dias: “Hoje recomeço novamente”. Há um tempo atrás, uma internauta me escreveu: “Chris, ‘recomeçar novamente’ é uma redundância, basta apenas a palavra recomeçar”. Mas eu insisto: “Hoje recomeço NOVAMENTE”, no sentido de que todos os dias temos que recomeçar e recomeçar. Não apenas uma ou duas vezes, mas todos os dias de nossa vida. Recomeçar de novo e de novo e de novo. Levante-se, olhe para o caminho que tem à sua frente e recomece – novamente. A vida é um eterno recomeçar. Só não vai funcionar se você não quiser que funcione. Está em suas mãos. Abandone o papel da vítima e comece a viver.
Sucesso e Felicidade Para Você!


Uma resposta para “Carta para um suicida”

  1. Thiago disse:

    Excelente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *